ADULTO / CRIANÇA

Como Clarice Lispector diz: ‘quando nos comunicamos com o adulto, estamos nos comunicando com o mais secreto de nós mesmos. O adulto é triste e solitário a partir de qualquer momento na vida, basta algo inesperado acontecer, e quando isso ocorre, é segredo. A criança tem a fantasia solta.’

O “adulto-monstro” em sua própria prisão, querendo escapar desse confinamento interno que compete com a criança interior. Em sua imperfeição frustrante entra em um conflito cruel, perverso e complexo com a criança que existe em si. O forte e o frágil.

Criança faz “arte” me disseram uma vez, e que eu deveria me lembrar disso. Onde ela se percebe, se descobre, se desprende mesmo perdida e confusa; ela se liberta em sua própria lucidez e autenticidade. 

| 2020 |